Com estratégias voltadas para o marketing digital, Kayky Janiszewski explorou referências americanas e comprou carros de luxo antes de completar 18 anos

0

Com mais de 1,2 milhões de reproduções em um podcast na plataforma Kiwify, 30 mil views nos stories do Instagram e mais de 126 mil seguidores, Kayky Janiszewski fez R$ 20 milhões em vendas e, antes de completar 18 anos, já tem dois carros de luxo na garagem – pagos à vista: um Camaro SS e um Audi TT. “Comecei no marketing digital pensando que era só uma fonte de renda extra, o tempo passou e eu provei para mim mesmo que não era. Comecei a estudar estratégias americanas para fazer vendas de infoprodutos e em um ano e meio faturei milhões de reais”, revela.

“Influencio as pessoas a buscarem uma versão melhor de si mesmas, incluindo, melhorar a vida que vivem”, diz. Entre suas maiores inspirações estão os grandes Elon Musk e Bill Gates. “São duas pessoas que não são do meu mercado, mas eu sempre me inspirei muito nelas pelas coisas grandes que elas construíram. E eu também quero construir algo grande e bom para o mundo, assim como eles fizeram”, revela.

Kayky Janiszewski foi premiado pelo faturamento de R$ 5 milhões dos últimos meses na plataforma Kiwify e os planos para o futuro obviamente incluem a continuidade na trajetória digital.”Pretendo continuar vendendo infoprodutos pelos próximos meses e depois quero começar a trabalhar em algum projeto de Startup que foque em criar algum produto que ajude as pessoas, assim como a Uber”, exemplifica.

Obstinado e ambicioso, Kayky Janiszewski não desanimou frente aos primeiros desafios. Apesar de ter encontrado grandes concorrentes no universo do marketing digital, ele focou nos estudos e buscou os melhores resultados. Oito meses após iniciar no mercado de vendas de infoprodutos ele chegou a uma renda de R$ 40 mil em lucro – exclusivamente comercializando infoprodutos através da internet. “Consegui mudar a vida dos meus pais, aposentei eles e comprei um carro, estou conseguindo proporcionar condições melhores para eles, o que eles realmente merecem e antes não tinham condições”, destaca.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.