Mês da visibilidade trans: Alice Felis dá a volta por cima e retoma carreira

0

Após os traumas vividos nos últimos anos, ela se tornou criadora de conteúdo na Privacy e faz planos para o futuro

Em agosto de 2020, a modelo Alice Felis, de 28 anos, teve seu apartamento no Rio de Janeiro invadido e foi agredida pelo criminoso. Ela sofreu vários hematomas e precisou passar por procedimentos de reconstrução facial e dos dentes, o que afetou diretamente a sua autoestima.

Recuperada do trauma, ela está dando a volta por cima. Além de ter trocado as próteses de silicone recentemente, ela também estreou seu perfil na Privacy – site brasileiro onde é possível compartilhar e vender conteúdos exclusivos com os seguidores.

“Não colocava muita expectativa em ser criadora de conteúdo, mas quando criei minha conta na Privacy eu vi que realmente dá um retorno financeiro muito bom, estou tendo uma ótima experiência com a plataforma”, contou.

No mês da visibilidade trans, ela também comentou sobre a dificuldade de encontrar trabalhos no Instagram e revela que sua visibilidade não rendeu tanto retorno financeiro na rede social como muitas pessoas acreditam.

“A questão de ser a Alice influenciadora no Instagram não me rende retorno financeiro. As pessoas ainda têm um pouco de preconceito por eu ser trans e não uma mulher cisgênero. Pelo fato da repercussão que eu tive, a quantidade de seguidores que ganhei, pelo engajamento na rede social e na mídia, eu sei que devia estar ganhando muito dinheiro com o Instagram, mas infelizmente as pessoas ainda têm preconceito. Estou investindo em conteúdos na Privacy para me levantar novamente”, disse ela.

Planos para o futuro

Além de ser financeiramente rentável, vender conteúdo na internet tem ajudado a modelo no seu processo de autoconfiança. Alice acredita que na plataforma ela mostra quem realmente é, fora do padrão já estereotipado de outras redes sociais.

“Durante muito tempo me escondi e me privei de muita coisa por ser a Alice Felis que foi agredida e que não podia se mostrar. Agora a minha autoestima está 100%”.

Ela completa: “em 2022 vou investir em criar mais conteúdos e ficar rica, quero faturar mais de 100 mil reais com a plataforma”, relatou.

Conquista na justiça

Na última terça-feira, Alice compartilhou com seus seguidores uma grande conquista: o homem que a agrediu foi condenado a 9 anos de reclusão e multa em regime fechado e sem direito a recorrer na justiça.

“Nunca desistam, não se escondam e não tenham medo de lutar por seus direitos. Graças a Deus a justiça foi feita, pois não me deixei abater com comentários negativos. A sentença foi dada por 9 anos e, ainda, vamos tentar recorrer para que ele fique mais alguns anos”, desabafou. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.